Foto: Lucian Pichetti

Motoristas dos aplicativos Uber, Cabify e 99 POP pretendem “jogar água no chopp” da UberFest. Desde que chegou ao Brasil, o aplicativo organiza a comemoração, nas principais capitais. É uma forma de celebrar o ano que passou junto dos motoristas mais bem avaliados pelos usuários.

Em Curitiba a festa é nesta segunda-feira (22), na Universidade Positivo. De acordo com o motorista de aplicativo Guilherme Machado, o protesto é por mais segurança para a categoria, que perdeu dois profissionais, assassinados na Grande Curitiba em um intervalo de 48 horas.

No sábado à noite o corpo de um motorista do 99 POP foi encontrado ao lado do carro dele em um terreno baldio no bairro Atuba, em Colombo, na região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com informações da Polícia Militar, uma equipe da PM fazia o patrulhamento pela Rua Nápoles, quando avistou o veículo – um Logan vermelho, abandonado e o corpo do homem ao lado.

A Polícia Civil investiga a morte. As investigações estão com a Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo.

Na última sexta-feira o corpo de um motorista do Uber foi encontrado em Almirante Tamandaré, também na Região Metropolitana. O carro dele foi retirado do lago do Parque Tingui, em Curitiba. A delegacia de Almirante Tamandaré investiga este caso.

Para Guilherme Machado, os motoristas de aplicativos são presas fáceis dos criminosos.

O protesto em frente ao teatro Positivo está marcado para as 18h.

Repórter Lucian Pichetti

Deixe uma mensagem