Foto: Ivan Bueno/Arquivo Portos do Paraná

Em junho, os Portos de Paranaguá e Antonina movimentaram cerca de 5,3 milhões de toneladas de carga. O volume é 15% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, segundo a Portos do Paraná.

Com crescimento nas movimentações de grãos, quase 68% deste total foi destinado à exportação. Juntos, a soja (em grão e farelo) e o milho, totalizaram quase 2,5 milhões de toneladas, no último mês do primeiro semestre. Este volume é 29% maior do que o registrado em junho de 2018.

Outro destaque foi a exportação dos derivados de petróleo. Estes produtos apresentaram aumento de 84%, na comparação. Neste ano, foram exportadas aproximadamente 59 mil toneladas em junho, contra quase 32  mil toneladas nos mesmos 30 dias do ano passado.

Já a importação dos derivados de petróleo apresentou queda, de 22%. Em junho deste ano, foram quase 234 mil toneladas importadas pelo Porto de Paranaguá contra pouco mais de 301 mil toneladas em 2018.

No caso dos fertilizantes, foram mais de 929 mil toneladas do produto importadas em junho de 2019, contra cerca de 865 mil no mesmo mês do ano anterior. Só o Porto de Antonina registrou um aumento de 143% na movimentação de adubo.

Na movimentação geral, o Porto de Antonina registrou um mês de junho com um desempenho de 119% mais movimentação, com 79 mil toneladas de produtos. Já no Porto de Paranaguá, as operações de carga geral registraram aumento de 12%, com 973 mil toneladas movimentadas.

Nos primeiros seis meses deste ano, os Portos do Paraná já registram um volume de mais de 25 milhões de toneladas de cargas movimentadas. Deste total, mais de 63% (quase 16 milhões de toneladas) são de exportação. E o restante (cerca de 9 milhões de toneladas), de importação. Na comparação dos semestres, o movimento caiu 6% em 2019.

Repórter Marcelo Ricetti