Foto: Marcelo Ricetti/CBN Curitiba

A mobilização em defesa da Operação Lava Jato, realizada na tarde deste domingo, foi na Boca Maldita, tradicional reduto de manifestações populares, no centro da capital paranaense. O ato teve a participação de vários movimentos, como República de Curitiba, Curitiba Contra a Corrupção, Movimento Brasil Livre e Vem Pra Rua. Na pauta, além de lembrar, inclusive com bolo, o aniversário de um ano da prisão do ex-presidente Lula na cidade, na Superintendência da Polícia Federal, os manifestantes tinham outras reivindicações, como explica Lucas Rieke, Coordenador do MBL Curitiba.

A Polícia Militar adotou um esquema especial, para garantir a segurança de todos, na região. Segundo a organização, estavam presentes cerca de 5 mil manifestantes. Já, de acordo com a PM, no auge do ato, não passavam de 800. Entre eles, muitas faixas, cartazes e bandeiras. Líderes de todos os grupos ocuparam o microfone, no caminhão de som. Em uma das falas, houve este agradecimento à atuação dos promotores e juízes envolvidos diretamente na Lava Jato..

Durante a manifestação, que teve a duração de aproximadamente duas horas, também houve apoio à instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar a conduta de ministros do Supremo Tribunal Federal, apelidada de “Lava Toga”, e a defesa do impeachment do ministro Gilmar Mendes. Ao final, todos cantaram o Hino Nacional Brasileiro.A

Repórter Marcelo Ricetti