Foto: MP-PR

Três ex-servidores públicos do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) foram denunciados criminalmente pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Foz do Iguaçu, na região Oeste paranaense.

Segundo a acusação, eles seriam responsáveis pelos crimes de falsificação de documentos públicos e inserção de dados falsos no sistema de informações do órgão.

Todos estavam lotados na 16ª Circunscrição Regional de Trânsito, a Ciretran de Foz do Iguaçu. Os acusados se utilizavam de senhas e chaves digitais para regularizar a situação de veículos com pendências no sistema, e depois falsificavam documentos com assinaturas da chefia da Ciretran.

As falsificações implicaram no não recolhimento de multas, ou seja, em prejuízo para os cofres públicos – e em benefício para os motoristas que participaram do esquema. São citadas pela Promotoria de Justiça 34 situações em que foram comprovadas ilegalidades.

Por esses crimes, os três servidores foram afastados das funções e também respondem ação civil pública por ato de improbidade administrativa.

Repórter Fabio Buchmann