Na foto com Nei Costa, a cantora Elis Regina (acervo do portal Terceiro Tempo).

Morreu nesta quinta-feira (11), em Ponta Grossa, o radialista paranaense Nei Costa, que se destacou em emissoras de quatro capitais: Clube Paranaense (Curitiba), Sociedade da Bahia (Salvador), Tupi (Rio de Janeiro) e Bandeirantes (São Paulo). Com 74 anos de idade e quase 60 de carreira, Nei comandou atrações jornalísticas, musicais e esportivas. Em 1969, como narrador de futebol, transmitiu pela Clube Paranaense, a B2, a primeira excursão do Coritiba à Europa.

Entre as décadas de 1970 e 1980, o locutor pontagrossense fez fama com dois programas na Rádio Bandeirantes: Ciranda da Cidade, voltado à prestação de serviço nos finais das tardes paulistana; e o musical As Mais Mais, parada de sucessos que também entrou na TV Bandeirantes. No mesmo canal, Nei atuou na Buzina do Chacrinha, ajudando o irreverente animador Abelardo Barbosa (1917-1988) em exóticos concursos, como “o homem que come mais bananas”.

Na década passada, Nei retornou para Ponta Grossa e repetiu na Rádio Clube Pontagrossense, onde trabalhou até 2017, o misto de variedades e jornalismo que o tornou conhecido também fora do Parana.

Aqui, um depoimento de Nei Costa ao portal O Rádio do Paraná, de Wasyl Stuparik.

(Ayrton Baptista Junior)