Quinta-feira foi o dia definido para visitas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pedido do advogado de defesa Cristiano Zanin.

Durante a manhã desta quinta-feira (19), o Prêmio Nobel da Paz Adolfo Perez Esquivel tentou visitar Lula na Sala de Estado Maior da Superintendência da Polícia Federal, onde o ex-presidente está preso desde o dia 7 de abril.

A juíza da 12ª vara da Justiça Federal Carolina Moura Lebbos negou o pedido de visita do argentino e o Superintendente da PF Maurício Leite Valeixo também não pôde autorizar a visita.

O próximo passo para a tentativa de visita de Esquivel a Lula será a realização de um novo pedido a juíza Carolina Lebbos, já que o ex-presidente manifestou o desejo de receber o Nobel. Lula argumenta que são amigos.

Quem também tentou e não conseguiu visitar o ex-presidente nesta quinta-feira foi o teólogo Leonardo Boff.

De acordo o prêmio Nobel da Paz Adolfo Perez Esquivel, o que lhe cabe é esperar.

Nesta quinta-feira o ex-presidente da República recebeu a visita dos parentes na Superintendência da Polícia Federal.

Dois dos cinco filhos de Lula chegaram para a visita as 9h40 desta quinta-feira, Luiz Cláudio e Sandro Luiz, além de duas noras Marlene Araújo e Renata Abreu e um neto de Lula, uma criança de aproximadamente 7 anos de idade. As duas noras e a criança saíram ao meio dia e retornaram as 14hs. As visitas na Superintendência da Polícia Federal terminam as 17hs.

Repórter Vanessa Fernandes

1 Comentário

Deixe uma mensagem