Foto: Divulgação
Terrazza Panorâmico

Um projeto de arte e educação que começou no Cauiá, em Curitiba, e que se estendeu para o litoral do estado está completando 21 anos. É o Padrinho Cultural, idealizado pelo guitarrista Celso Amorim, paulistano de 53 anos, que veio com a família aos 6 para a capital paranaense.

Para marcar o aniversário do Padrinho Cultural, acontece nesta quarta-feira (9), a partir de 19h30, um show para levantar fundos para a manutenção do projeto. É uma noite de reggae no bar Tork’n Roll, que fica na avenida Marechal Floriano Peixoto, 1695, no Rebouças.

Em entrevista à CBN Curitiba, Celso Amorim falou sobre o início do Padrinho Cultural, em 1998. O músico morava no bairro Santa Quitéria, perto do Cauiá:

No último dia de inscrições , apareceram os primeiros alunos:

Atualmente, o Padrinho Cultural tem projetos de teatro, música e desenho em Guaratuba, Matinhos, Paranaguá e Pontal do Paraná:

A festa do Padrinho Cultural no Tork’n Roll tem ingresso mais barato para quem comprar até 18h desta quarta-feira, dia do show: R$ 20 reais e mais um quilo de alimento. À noite, também com um quilo de alimento, o valor sobe para R$ 40:

E nesta noite de reggae, tem a barca do Djambi para a Ilha do Mel.

No vídeo abaixo, uma das alunas do projeto:

(Ayrton Baptista Junior)