Foto: Ilustração/Pixabay

Um evento, que começou nesta quinta-feira (11) em Guaratuba, promete agitar o litoral. Mas nem todos os moradores da cidade estão contentes com ele. Na programação de dez dias, estão previstos shows, gastronomia e quatro dias com rodeio country – a primeira etapa do Circuito de Barretos.

Organizações de defesa de animais de Curitiba e de Matinhos entraram com uma ação civil pública para impedir a realização do rodeio. Elas alegam maus tratos e também defendem a aplicação de uma lei municipal, de 2007, que proíbe o uso de animais em espetáculos na cidade.

O promotor do Ministério Público Estadual, Elcio Sartori, arquivou a ação. Ele considerou que a lei trata de vários eventos, mas não cita rodeios.

A Constituição Federal determina que não são cruéis as práticas consideradas patrimônio cultural do país, como o rodeio.

Pela primeira vez um rodeio será realizado na cidade, com 30 touros. A presidente da Associação de Proteção aos Animais Arca de Noé, de Matinhos, uma das que entrou com ação, Eliane Aparecida Oliveira, afirma ter ficado desapontada com a decisão do promotor.

Eliane cita outras possíveis irregularidades que impossibilitariam a realização do rodeio e garante que as entidades de proteção aos animais não desistiram de tentar cancelar o evento.

A prefeitura disse, em nota, que vai fiscalizar o evento para verificar o tratamento dado aos animais, desde o transporte até o fim do rodeio.

Repórter Lucian Pichetti