Foto: AEN
Terrazza Panorâmico

A operação foi realizada nesta semana, nas regiões oeste e sudoeste do estado. Foram fiscalizadas 440 propriedades rurais, além de 1.193 veículos e 17 estabelecimentos comerciais e cumpridos 14 mandados de busca e apreensão. O balanço foi divulgado nesta sexta-feira (08), com cerca de R$ 1 milhão em multas,  apreensão de 6.197 quilos de agrotóxicos irregulares e 60 denunciados por uso e comércio de agrotóxico ilegal.

O objetivo da ação foi fiscalizar de forma integrada a receptação, depósito e uso de agrotóxicos ilegais, que não possuem registro ou que são contrabandeados e falsificados, além de produtos sem origem ou roubados. A operação foi coordenada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com o apoio do Instituto Ambiental no Paraná (IAP), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público do Paraná, Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Polícia Militar e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, foi constatado que existe um esquema de comércio ilegal de agrotóxicos vencidos e de produtos roubados nas regiões fiscalizadas. O crime pelo uso de agrotóxico ilegal pode resultar em penas de reclusão de dois a quatro anos, além de multa.