operacao-horus-drogas-contrabandistas
Foto: Divulgação/PRF
Terrazza Panorâmico

Depois de seis meses de atuação nas regiões de fronteira do Brasil com outros países da América do Sul, o número de apreensões feitas somente no Paraná pelas forças policiais dentro da chamada Operação Hórus, revela que o Estado é um dos mais visados por contrabandistas.

De acordo com os dados da operação, são quase 19 milhões de maços de cigarro apreendidos, além de 145 veículos, 50 embarcações e 3,6 toneladas de drogas.

O coordenador-geral de fronteiras da Secretaria de Operações Integradas, Eduardo Bettini, ressalta que os números são satisfatórios, uma vez que com essas apreensões outros crimes puderam ser evitados.

O Paraná foi o primeiro estado que recebeu a operação, na região de Guaíra, no oeste do estado, que faz fronteira com o Paraguai. Bettini explica que o estado foi escolhido por ser considerado um corredor de passagem para contrabandistas.

O Brasil possui 17 mil quilômetros de fronteiras, o que, segundo Bettini, reforça a necessidade de segurança e fiscalização nesses locais.

A Operação Hórus conta com a integração das forças policiais e algumas instituições de segurança como a Polícia Federal, a Polícia Militar do Paraná, por meio do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), o Exército Brasileiro, a Polícia Rodoviária Federal, a Força Nacional de Segurança Pública e a Receita Federal.

Repórter William Bittar