Foto: William Bittar

O ex-governador do Paraná substitui Odacir Klein, do Rio Grande do Sul. Como controladores do BRDE, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul estabeleceram a governança colegiada na instituição, onde cada estado assume a presidência do Banco por um período de um ano e quatro meses, dentro do tempo de mandato dos governadores.

Durante a posse, Orlando Pessutti, falou que a responsabilidade é grande e frisou que só foi indicado ao cargo por ter uma ficha limpa e que o permite estar à frente da instituição pelos próximos dezesseis meses.

O presidente do BRDE ainda falou dos investimentos feitos pelo Banco em várias áreas e apoio a indústria. Além disso, reforçou que de 2012 a 2016, a média anual de investimentos no Paraná tem se mantido acima de R$ 1 bilhão.

O ex-presidente do Banco, Odacir Klein, que repassou o cargo à Pessutti, falou que a maior dificuldade de se manter a frente da instituição foi superar a crise financeira que atingiu o país no último ano.

Durante a posse, Pessutti assinou também o memorando de entendimento (MoU) entre o Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (PNUD) e o BRDE. O objetivo é fortalecer a colaboração em áreas de interesses comuns para promoção e alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), na região Sul do país.

Repórter William Bittar

Deixe seu comentário