Foto: Google

Muitos estrangeiros procuram pelo Brasil com a esperança de conseguir melhorar de vida ou, pelo menos, ter condições melhores de trabalho e saúde, mas, pelo menos 12 imigrantes haitianos e nigerianos que vieram para Curitiba caíram em um golpe.

Nesta quinta-feira (14) a Polícia Civil prendeu dois homens, pai e filho, suspeitos de estelionato. Eles vendiam passagens para os estrangeiros com códigos falsos. Várias vítimas procuraram a polícia e registraram o Boletim de Ocorrência.

A história dos imigrantes é a mesma. Eles compraram passagens para que familiares também viessem para o Brasil por meio de uma agência de viagens da capital, mas os códigos falsos não permitiam o embarque dos passageiros e quando eles solicitavam o reembolso eram ameaçados pela dupla, como explica o delegado Pedro Felipe, do 1º Distrito Policial, responsável pelas investigações.

O caso já havia sido relatado pela CBN Curitiba em março de 2018, quando o Ministério Público do Paraná (MP-PR) abriu uma investigação para apurar o golpe sofrido por imigrantes haitianos e nigerianos na capital paranaense pela mesma agência de viagens.

O delegado reforçou o pedido para que outras pessoas que foram lesadas pelos estelionatários, procurem a polícia para registrar a denúncia.

Segundo a Polícia Civil, o golpe já teria causado um prejuízo de mais de R$ 50 mil às vítimas. Pai e filho seguem detidos e vão responder pelos crimes de estelionato e ameaça.

Repórter William Bittar