Foto: EBC

O Estado abriu mais de 9 mil postos de trabalho. Os segmentos de serviços, indústria de transformação e construção civil tiveram os índices mais positivos.

26% de todos os empregos criados no Brasil em janeiro foram no Paraná. O Estado abriu 9.145 novas vagas no mercado formal de trabalho, enquanto, no país, foram criados 34.313 postos.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (28) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

O saldo paranaense é resultado de 104.415 contratações e 95.270 desligamentos no primeiro mês deste ano. Em números absolutos de geração de empregos, o Paraná foi o quinto no ranking nacional, atrás de Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso.

O economista Alexandre Chaves, do Observatório do Trabalho da Secretaria Estadual de Justiça, Família e Trabalho, explicou que este resultado é um dos melhores dos últimos anos.

Quatro dos oito setores de atividade econômica tiveram índices positivos no Estado no mês passado. A performance foi alavancada pelos segmentos de serviços, indústria de transformação e construção civil. Já as ocupações com maiores saldos no Paraná foram de alimentadores de linha de produção, ajudantes de obras civis e escriturários. Curitiba foi a terceira cidade do País em número de empregos criados em janeiro, atrás somente de Vacaria, no Rio Grande do Sul, que liderou o ranking, e Dourados, no Mato Grosso do Sul. Além da capital, as cidades do Estado que mais geraram vagas formais foram Maringá, Cascavel, Londrina e Rio Negro. Entre as nove regiões metropolitanas do País, a de Curitiba teve o melhor resultado nacional em quantidade de empregos criados. Devido ao excelente resultado dos estados do Sul, a região teve o maior saldo em janeiro, superando a Sudeste.

Repórter Lucian Pichetti