Foto: AEN
Terrazza Panorâmico

Relatório mensal, divulgado nesta terça-feira pelo Departamento de Economia Rural, da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, mostra que no Paraná a produção de grãos da safra 2018/2019 deverá superar a marca de 37 milhões de toneladas.

Impulsionado pela produção de milho, este volume é 6% maior na comparação com a safra anterior. A área plantada deve chegar a quase 10 milhões de hectares, 1% a mais do que na última safra.

O avanço da colheita mostra um ganho de produtividade. Especialmente do milho safrinha, que já ultrapassa 20% da área de mais de 2 milhões de hectares.

Outro indicador é a produção do feijão de segunda safra, que deve ser 30% maior do que no ano passado e está com a colheita quase concluída. Com isto, os preços voltaram aos padrões normais para o consumidor.

Já com o fim da colheita da soja, confirmou-se, na reavaliação das estimativas, uma redução de 15% na produção em relação ao ano passado, por influências climáticas. O relatório do Deral registra perda de mais de  3  milhões de toneladas entre a estimativa inicial e a final.

Quanto ao trigo, foi registrada uma redução de 9% na área. A safra tende a ser 15% maior do que no ano passado, quando foram colhidas quase 3 milhões de toneladas.

E a cevada tem 34% da área plantada, o dobro na comparação com o mesmo período do ano passado. A área é 4% maior do que a anterior, de pouco mais de 55 mil hectares. Do total de 58 mil hectares, 20 mil já estão colhidos. A estimativa de produção cresceu 20% em relação à safra passada, chegando a 264 mil toneladas.

Repórter Marcelo Ricetti