Foto: Divulgação/Extra
Terrazza Panorâmico

O faturamento da região Sul durante o período do Black Friday deve ultrapassar os R$ 495 milhões este ano, representando 16% do faturamento total nacional. Paraná é o Estado que deve atingir o maior faturamento, cerca de R$ 205 milhões. A cidade com maior representatividade na região é Curitiba, com mais de 3% do faturamento geral.

O Black Friday já se consolidou como o dia mais importante para o comércio eletrônico nacional e tem a expectativa de superar os R$ 3,15 bilhões no Brasil, com uma movimentação recorde em 2019. 

Esse faturamento significa um aumento de 21% em comparação com o ano passado, segundo estimativa de dados gerados a partir do histórico das edições anteriores e com base no tráfego do site oficial do evento: www.blackfriday.com.br.  

A região sudeste continua sendo a responsável pelo maior faturamento em números absolutos do Black Friday, com 59% do total do evento. Sendo seguida por Sul (16%), Nordeste (14%), Centro Oeste (8%), e Norte (3%).

Os produtos que possuem maior intenção de compra para 2019 segue o perfil já consolidado pelo evento: aqueles de maior valor agregado e de desejo. O destaque fica para os smartphones opção de compra para 37% dos entrevistados, em segundo lugar os eletrodomésticos apontados por 36% dos consumidores, seguido dos televisores que são a preferência de 29% dos entrevistados, em seguida vem os artigos de informática apontados por 24% dos consumidores, móveis e decoração fecham a lista de compras de 22% dos entrevistados.

Para evitar que as compras causem dor de cabeça ao consumidor a Diretora do Procon Paraná Cláudia Silvano dá algumas dicas que o consumidor deve observar para evitar problemas futuros.

Para o consumidor que for realizar as compras da Black Friday pela internet Cláudia Silvano tem mais orientações.

O Paraná é o Estado que deve apresentar maior faturamento na região sul, com 6,5% da participação das vendas nacionais

Entre as cidades paranaenses com maior previsão de faturamento em 2019, estão em primeiro lugar Curitiba com faturamento que pode alcançar R$100 milhões, seguida por Londrina que pode atingir faturamento de R$18 milhões e Maringá com previsão de faturamento de R$15 milhões.

Repórter Vanessa Fernandes