Paraná já registrou 41 denúncias de tráfico de pessoas em 2019
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Terrazza Panorâmico

Desde o início do ano, 41 casos de tráfico de pessoas foram denunciados no Paraná e são acompanhados pelo Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho.

As principais vítimas do tráfico humano são mulheres e adolescentes, geralmente usadas para exploração sexual em outros países, como explica a coordenadora do Núcleo, Silvia Cristina Xavier.

Além disso, homens, entre 21 e 45 anos, cuja escolaridade, muitas vezes, não passa do ensino fundamental, são usados para o trabalho análogo ao de escravo.

Silvia explica que os casos não acontecem apenas com o tráfico das vítimas para outros países.

A coordenadora também frisa que o tráfico humano chega a ser mais lucrativo para os criminosos do que o tráfico de armas e drogas.

Para inibir essa situação, uma ação é realizada no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, nesta sexta-feira (26), para alertar a população sobre os riscos que o tráfico de pessoas representa.

Denúncias sobre esses crimes também podem ser feitas pelo telefone 181 ou um e-mail pode ser enviado para nucleoetp@seju.pr.gov.br.

Repórter William Bittar