Paraná leva gol aos 49 do 2º e perde para o Guarani

Paraná leva gol aos 49 do 2º e perde para o Guarani
Foto: Rui Santos.

Quatro jogos, um empate e três derrotas consecutivas. Este é o saldo do Paraná Clube desde a contratação do técnico Rogério Micale. Nesta terça-feira (23), na Vila Capanema, pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o placar de 2 a 1 para o Guarani foi decidido aos 49 minutos do segundo tempo, pelo atacante Renanzinho.

Com este resultado, o Paraná ficou em 13º lugar, com 29 pontos, oito abaixo do bloco de acesso para a Série A (do 1º ao 4º colocado) e nove acima da zona de rebaixamento (do 17º ao 20º). Já equipe de Campinas saiu de campo em 11º, com 31 pontos.

O lateral-esquerdo Bidu fez o primeiro gol do visitante, com um chute de fora da área, aos 32 minutos. Ainda na primeira etapa foi anulado um gol do atacante paranista Matheus Matias, que estava impedido, e um disparo do meia Murilo Rangel, do Guarani, bateu na trave.

O empate do time local aconteceu aos 22 minutos da etapa final: o zagueiro Fabrício lançou do lado esquerdo e o atacante Wandson completou na grande área. No lance da vitória da equipe de Campinas, Renanzinho apareceu livre de marcação na pequena área.

Nesta tarde, o clube da Vila Capanema estreou dois jogadores, ambos de 34 anos: o zagueiro Rafael Lima, ex-Coritiba, e o atacante Bruno Lopes, que estava no futebol da Indonésia. Rafael foi titular e Bruno entrou em campo na metade do segundo tempo.

Por outro lado, o meia Guilherme Biteco não pode atuar porque foi atingido pela Covid-19, motivo que também causa o afastamento de outros três atletas desde sexta-feira: o zagueiro Philipe Maia, o volante Higor Meritão e o meia Gabriel Pires.

Na próxima sexta-feira (27), o Paraná vai enfrentar o Operário Ferroviário, às 19h15, em Ponta Grossa.

CAMPEONATO BRASILEIRO – Série B

23ª rodada

Terça-feira, 24/11 – Vila Capanema – 16h30

PARANÁ 1 x 2 GUARANI

Gol no 1º tempo: Bidu (Guarani) aos 16 minutos

Gols no 2º tempo: Wandson (Paraná) aos 22 minutos e Renanzinho (Guarani) aos 49

Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus, auxiliado por Diogo Carvalho e Andrea Izaura, todos do Rio de Janeiro

Cartões amarelos: Jhony Douglas, Jean Victor, Luan, Rafael Lima (Paraná), Romércio, Lucas Crispim e Wálber (Guarani)

Paraná: Alisson; Paulo Henrique, Rafael Lima, Fabrício e Jean Victor; Jhony Douglas (Luan), Karl, Renan Bressan (Vitinho) e Thiago Alves (Andrey); Wandson (Léo Castro) e Matheus Mathias (Bruno Lopes); técnico: Rogério Micale.

Guarani: Gabriel Mesquita; Cristóvam, Wálber, Romércio e Bidu (Eliel); Marcelo, Murilo Rangel (Arthur Rezende) e Lucas Crispim (Rickson); Júnior Todinho (Rafael Costa), Giovanny e Bruno Sávio (Renanzinho); técnico: Felipe Conceição.