(Foto: Arquivo / Agência Brasil)

A Justiça paranaense recebeu 131 denúncias de feminicídio durante o ano de 2018, entre 1º de janeiro e 31 de dezembro. O balanço é do Ministério Público, que encaminhou ao judiciário 80% dos inquéritos policiais abertos pelo crime no estado durante o ano, um total de 168 casos.

Desde que a Lei do Feminicídio entrou em vigor, em março de 2015, foram 641 inquéritos policiais enviados ao Ministério Público do Paraná. Deles 551 resultaram em denúncias, ou seja, viraram processo judicial contra os agressores – é 85% do total.

Esses são os números do ano passado, mas em 2019 já houve casos que devem ser enquadrados como feminicídio, que é o homicídio motivado pelo gênero. Nesses primeiros dias do ano foram registrados ao menos três casos da morte de mulheres, nos quais os suspeitos são companheiros ou ex-companheiros das vítimas, em Castro, Formosa do Oeste e, o mais recente deles, em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.