Foto: Karina Bernardi

O Partido Novo inovou o modo de se recrutar candidatos a prefeito no Brasil. Contratou uma consultoria, a Exec, para selecionar potenciais candidatos para a disputa de oito prefeituras nas eleições de 2020.

A companhia é especializada no recrutamento de executivos de alto escalão para empresas.

Para o Novo, empresários ou executivos com alta capacidade de gestão e histórico de sucesso seriam as melhores opções para administrar São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte e Recife.

Quem explica é o sócio-diretor da Exec, André Freire.

Essa não é a primeira parceria entre a consultoria e o partido. A história começou lá em Minas Gerais.

A fórmula de recrutamento de candidatos adotada pelo Novo não é tão inovadora assim. Talvez para o Brasil.

O recrutamento da Exec começou há cerca de um mês. Os candidatos têm de fazer a inscrição no site do partido Novo.

A dúvida é como o partido pretende se inserir no sistema político com essa nova proposta. Será que candidatos sem apoio social teriam chance de eleição?

O partido Novo foi fundado em 12 de fevereiro de 2011, por 181 pessoas de dez estados e de 35 profissões diferentes. O movimento foi iniciado por cidadãos insatisfeitos com o montante de impostos pagos e a qualidade dos serviços públicos recebidos. Nas eleições presidenciais do ano passado, o candidato do partido, João Amoedo, foi derrotado no primeiro turno.

Paraná

Às 9h deste sábado, em Curitiba, o Partido Novo faz a primeira reunião estadual. No encontro, que conta com palestra e Amoedo, devem ser traçadas as metas de atuação no Paraná.

Repórter Lucian Pichetti