Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba
Terrazza Panorâmico

A Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal de Curitiba, poderá monitorar casos de maus-tratos a animais na cidade. Isso porque tramita na Câmara Municipal um projeto de lei que prevê que o monitoramento seja incluído na rotina da Patrulha, que atende mulheres vítimas de violência doméstica.

A proposta é da vereadora Fabiane Rosa (DC) e será votada em plenário na próxima terça-feira. De acordo com a vereadora, o abuso contra animais de estimação pode ser um indicativo de violência doméstica e está baseado em estudos realizados nos Estados Unidos e no Brasil.

De acordo com ela, entre 2010 e 2012, a Polícia Militar Ambiental de São Paulo analisou 643 autuações por maus-tratos a animais. Deste total, 204 agressores tinham registros de outros crimes, segundo a vereadora.

Com informações da Câmara Municipal