Foto: Reprodução

A Guarda Municipal atendeu a pelo menos seis ocorrências de brigas entre torcedores do Coritiba e do Paraná Clube neste domingo (31). Os confrontos aconteceram depois das 18h, após o término da partida, que começou às 16h.

As ocorrências foram registradas na Rua Ubaldino do Amaral, próximo ao estádio Couto Pereira e também nas proximidades da Vila Capanema. A Guarda Municipal fez disparos de bala de borracha para acabar com o confronto. Ninguém ficou ferido.

Um torcedor do Coritiba foi ferido por uma pedra no confronto com a torcida rival. O torcedor teve traumatisno craniano e foi encaminhado pelo Siate ao pronto socorro do Hospital Cajuru.

De acordo com o delegado Clóvis Galvão da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (DEMAFE), durante a partida não houve registro de ocorrências no estádio.

Lembrando que na última quinta-feira (28), o Ministério Público do Paraná emitiu recomendação administrativa dirigida à Polícia Militar e ao Coritiba Foot Ball Club para que fosse adotada torcida única no jogo.

Segundo Clóvis Galvão já é costume esses tipos de ocorrências após os jogos, especialmente em terminais e ônibus. O delegado destaca que os suspeitos estão sendo investigados.

O delegado ressalta ainda que cada envolvido nos tumultos deste domingo serão responsabilizados na medida dos seus atos, ou seja, se for caso de depredação de patrimônio será punido por esse crime.

A iniciativa da recomendação do MP foi feita após comunicação da PM, que alertou quanto aos problemas do estádio: inexistência de divisão adequada entre as torcidas rivais e vias de acesso restritas e estreitas, sem possibilidades de escoamento adequado dos torcedores nem de divisão de acessos para as duas torcidas.

O documento também foi encaminhado à Federação Paranaense de Futebol recomendando a proibição de acesso ao estádio de torcedores usando camisas e adereços de torcidas organizadas.

Repórter Vanessa Fernandes