Foto: Reprodução/Facebook

A partir das 13 horas desta quarta-feira (16), acontece a penúltima audiência da fase de instrução do processo que julga o médico Raphael Suss Marques pela morte da fisiculturista Renata Muggiati, em setembro de 2015. Nesta tarde serão ouvidos os peritos que trabalharam no caso e será a primeira audiência após a conclusão da investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) que revelou que o primeiro laudo sobre a morte de Muggiati era falso.

O médico-legista do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba, Daniel Colman, que assinou o primeiro laudo do caso, teria afirmado que Renata Muggiati se jogou do 31º andar do prédio onde morava, mas segundo a Polícia Civil, o documento era falso e os peritos que serão ouvidos nesta quarta-feira afirmaram que a fisiculturista já estava morta quando foi jogada pela janela do apartamento.

Em abril, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) confirmou que o médico-legista foi indiciado por falsa perícia e afastado das funções. De acordo com a defesa da família de Renata, as investigações revelaram, que Raphael Suss Marques pagou R$ 350 mil para que o documento fosse falsificado.

O julgamento acontece no Juizado da Violência Doméstica.

Repórter William Bittar

Deixe seu comentário