Foto: Pixabay
Terrazza Panorâmico

Uma pesquisa desenvolvida na Universidade Estadual de Maringá (UEM) traz uma solução sustentável para as bitucas de cigarro, que não são biodegradáveis e contém substâncias tóxicas que poluem o solo e as águas. O estudo foi premiado pela Sociedade Brasileira de Química.

Para saber mais sobre a pesquisa e sobre o reaproveitamento das bitucas de cigarro, conversamos com Andrelson Rinaldi, professor de Química da UEM.