Foto: William Bittar

O presidente do PT do Paraná, Doutor Rosinha, se reuniu ontem (9) com representantes da Polícia Federal no Paraná. Uma sindicância foi aberta para apurar a confusão ocorrida no sábado (7) à noite, em frente a superintendência da PF, durante a chegada do ex-presidente Lula de helicóptero.

Bombas foram jogadas contra os militantes petistas que, segundo Rosinha, partiram de policiais federais.

A Polícia Federal garantiu que vai analisar todas as imagens do incidente que tiver a disposição para tentar identificar quem lançou as bombas.

O presidente do PT paranaense espera que o responsável pelo ataque seja punido.

Lula chegou de helicóptero até a Superintendência da PF às 22h28.

Centenas de manifestantes contrários a prisão se aglomeravam em frente ao prédio. Pelo menos oito pessoas ficaram feridas após bombas explodirem no meio do grupo. Foram efetuados também disparos de bala de borracha.

Entre os feridos, três foram crianças. Cinco mulheres, um homem e um bebê de colo, foram levados ao Hospital Evangélico. Todos foram medicados e liberados.

Repórter Lucian Pichetti

Deixe uma mensagem