Foto: Leandro Czerniaski/Imprensa PMFB
Terrazza Panorâmico
Foto: Leandro Czerniaski/Imprensa PMFB

O Paraná encerrou 2016 com uma queda de 2,4% no Produto Interno Bruto (PIB). O recuo foi impulsionado pela quebra da safra agrícola e pela retração da indústria e dos serviços por conta da crise.

Ainda assim, a queda foi inferior à registrada no Brasil, de 3,6% em relação ao ano anterior. No ano passado, o país completou o ciclo mais longo de contração econômica da história. O PIB do Brasil foi de R$ 6,3 trilhões.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (7) pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar da queda em 2016, a projeção do Ipardes é de que a economia do Paraná volte a crescer em 2017, com avanço de 1,5% sobre 2016.

Para o Ipardes, boa parte do bom resultado em 2017 deve vir da agropecuária, que, embalada pela safra recorde, deve registrar um crescimento de, no mínimo, 6,2%. No ano passado, a agropecuária do Paraná registrou uma retração de 3,1% e a indústria e o setor de serviços tiveram queda de 2,3% em relação a 2015.

 

Deixe uma mensagem