Foto: Divulgação/Kate Izor

No próximo sábado (27) acontece mais um show internacional em Curitiba. Seria só mais um na conta, mas trata-se de uma apresentação que ganhou grande repercussão, já que fugiu da esfera musical.

No dia que antecede às eleições, Roger Waters, ex-vocalista do Pink Floyd, vai dar as caras no palco montado no estádio Couto Pereira.

A turnê Us + Them se tornou o epicentro de uma discussão política, em que conceitos de fascismo, autoritarismo, comunismo e corrupção são destrinchados exaustivamente em redes sociais.

O Pink Floyd é conhecido justamente pelas músicas de protesto com teor político. Nada disso é novidade na história do Pink Floyd. Mas, são ingredientes que caíram como uma bomba em um país já em combustão.

O palco está sendo montado na curva de fundos onde fica a torcida visitante no Couto Pereira. Fosse uma transmissão pelo rádio, os locutores diriam que o palco está à direita do seu aparelho.

No site oficial onde é realizada a venda pela internet há um aviso de que restam poucos ingressos para o show de Curitiba. Ou seja, o Couto Pereira vai estar praticamente lotado, para acompanhar o show que integra uma das turnês que mais causaram polêmica no Brasil.

Sobre o principal, que é o conteúdo musical do show, os fãs vão reviver os clássicos da banda como Money.

Outra que integra o repertório é Dogs.

Mas a grande expectativa é com relação ao refrão do clássico absoluto do Pink Floyd, Another Brick In the Wall.

A torcida do Coritiba também compôs uma versão de Another Brick In The Wall, em resposta a paródia criada por atleticanos na década de 1990.

Repórter Fábio Buchmann