pilula-do-cancer-policia-federal-apreensao
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Terrazza Panorâmico

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (04) a Operação Placebo, que visa desarticular uma organização criminosa. Segundo a PF, o grupo produz e comercializa ilegalmente um produto à base de fosfoetanolamina, conhecido como “pílula do câncer”.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em Curitiba, expedidos pela 13ª Vara Federal. A investigação teve início a partir de denúncia recebida pela Polícia Federal.

Uma perícia realizada no medicamento, no curso da investigação, não constatou a presença da substância fosfoetanolamina. A “pílula do câncer” é usada para fins terapêuticos, mas não possui registro nos órgãos competentes. Segundo a PF, a venda é proibida em território nacional.