Foto: Reprodução/Facebook Consulado Polonês de Curitiba

O presidente da Polônia assinou a emenda da Carta Polaca, que prevê sua ampliação para descendentes de polacos de todos os países do mundo, a informação foi divulgada pelo gabinete da presidência na última terça-feira (4).

Segundo o blog do jornalista polaco Ulisses Iarochinski, a Carta Polaca confirma a ligação do estrangeiro descendente de imigrantes com a nação polaca. Antes da emenda a Carta era concedida apenas a pessoas de origem polaca que viviam nos 15 países na fronteira oriental da Polônia, criadas ou revividas após o colapso da URSS, e que não reconhecem a dupla nacionalidade.

As pessoas que solicitam a Carta Polaca devem demonstrar sua relação com a Polônia, incluindo pelo menos, o conhecimento básico do polonês, demonstrar que um dos pais ou avós ou dois bisavós tinham nacionalidade Polonesa; ou apresentar um certificado da organização da diáspora polaca sobre atividades em benefício da cultura e da língua polaca.

Os possuidores da Carta Polaca poderão ir para a Polônia com a intenção de estabelecer residência permanente, receberão um cartão de residência e depois de um ano poderão solicitar e receber a cidadania Polonesa.

Entre outros benefícios poderão solicitar recursos para cobrir os custos de desenvolvimento e permanência por um período de até nove meses, co-financiamento para alugar um apartamento, cursos intensivos de aprendizado da língua polonesa e cursos profissionalizantes.

A Carta Polaca é um documento que confirma o pertencimento à Nação Polonesa. Isso não significa dar a um estrangeiro a nacionalidade ou cidadania do país, mas conceder o direito de residência temporária dentro das fronteiras polacas de forma permanente ou cruzá-la sem a necessidade de visto. 

No entanto, ela está associada também a certos direitos, como por exemplo, dar a oportunidade de trabalhar legalmente sem a necessidade de uma autorização, de visitas gratuitas a museus estatais na Polônia ou a utilização de desconto para viagens de trens pelo país.

A CBN entrou em contato com o Consulado da Polônia em Curitiba que informou que ainda não foi notificado oficialmente sobre a carta Polaca, que o documento foi sancionado, mas ainda precisa de regulamentação. Segundo o consulado não há uma previsão ainda para que a Carta comece a valer aqui no Brasil.

Repórter Vanessa Fernandes