Foto: EBC

Segundo a diretora da EACO Consultoria e Contabilidade, Dolores Biasi Locatelli, quem decide fazer a destinação ao Fundo da Criança e do Adolescente faz com que o valor fique no próprio município, sendo mais fácil fazer o acompanhamento da doação.

A diretora também explica como pode ser feita a destinação do Imposto de Renda.

O contribuinte também pode escolher para onde destinar os valores dentre as entidades cadastradas nos Conselhos Municipais. Uma dessas instituições é o Hospital Pequeno Príncipe, que utiliza o valor arrecadado em melhorias aos pacientes, como explica a diretora executiva do hospital, Ety Cristina Forte Carneiro.

Outra instituição que também pode ser beneficiada é a Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia (APACN) que utiliza as doações para o pagamento da folha dos funcionários contratados. A voluntária e presidente da APACN, Mariza Del Claro, fala que os custos são altos e a destinação do Imposto de Renda é uma das principais ações para manter a instituição.

Até o dia 28 de dezembro é possível destinar até 6% do Imposto de Renda devido. Após esse prazo até a entrega da declaração em abril de 2018 será permitido 3%, mas apenas para os contribuintes pessoa física que optarem pela Declaração de Ajuste Anual DIRF Completa.

Repórter William Bittar

Deixe uma mensagem