Preços do boi não sofrem alteração

Preços do boi não sofrem alteração
Foto: AEN PR

O mercado de reposição trabalhou mais calmo nos últimos dias devido ao cenário mais travado para os preços do boi gordo, no entanto, a oferta está restrita, o que dá sustentação às cotações dos bovinos para reposição. 

Chuvas

Outro ponto são as chuvas em maior volume, que têm melhorado a qualidade do pasto e feito com que os pecuaristas optem por segurar seus animais, aguardando um melhor momento para as negociações.

Preços

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na média de todas os estados monitorados, entre machos e fêmeas anelorados, a alta foi de 1,0% nos preços dos animais de reposição, em relação à semana anterior. 

Para o curto prazo, o volume de precipitação e as cotações no mercado do boi gordo ditarão o rumo do mercado. (Fonte: Scot Consultoria)


Portos de Paranaguá

Os portos de Paranaguá e Antonina registraram nova marca história na movimentação de mercadorias, consolidando 2020 como o melhor ano das exportações paranaenses. Foram 57,3 milhões de toneladas movimentadas – 8% a mais que em 2019.

Dos produtos exportados, a soja foi o carro-chefe, com 14,3 milhões de toneladas e crescimento de 27% em comparação a 2019. Os dados foram divulgados pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. (Fonte: Faep)


Soja

Os produtores de soja do Estado que estão tendo a produção comprometida em função do abortamento da vagem podem acionar o seguro contratado para cobrir os prejuízos.

Uma situação semelhante foi registrada na safra 2017/18. As condições que favorecem o abortamento de vagens estão previstas no Zarc, Zoneamento Agrícola de Riscos Climáticos e, por isso, é possível acionar o seguro.

O IDR-PR, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná publicou uma nota técnica nesta semana, que deve ser apresentada para solicitar a cobertura. (Fonte: Reuters)

Rose Machado e Sérgio Mendes


CBN Rural: mudanças no clima favorecem surgimento de pragas