Foto: Vanessa Fernandes

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) realizou nesta terça-feira (13) uma manifestação que saiu da sede do sindicato no centro da capital até a Prefeitura de Curitiba no Centro Cívico.

Cerca de 300 trabalhadores do transporte coletivo acompanharam o protesto para a entrega de um ofício que pede a retirada do projeto de lei encaminhado pela Prefeitura a Câmara Municipal, que torna exclusiva a bilhetagem eletrônica na cobrança de passagens.

Representantes do sindicato foram recebidos pelo prefeito em exercício Eduardo Pimentel, que garantiu que o projeto de lei não irá tramitar em regime de urgência.

Após a reunião com representantes do Sindimoc, Eduardo Pimentel agendou uma reunião técnica com a Urbs no dia 22 de novembro, para discutir o projeto com a categoria.

O presidente do Sindimoc Anderson Teixeira ressaltou que o desejo da categoria é a retirada do projeto e que as agendas de mobilização permanecem.

O Sindimoc já tem agendada para a próxima terça-feira (20) às 10hs, uma nova manifestação na Câmara Municipal de Curitiba.

Ainda de acordo com o sindicato, caso o projeto vá a plenário e seja aprovado os trabalhadores do transporte coletivo entrarão em greve geral por tempo indeterminado.

Repórter Vanessa Fernandes