Foto: Colaboração

A Comissão de Segurança em Edificações (Cosedi) da Prefeitura de Curitiba interditou um prédio no bairro Água Verde, após a explosão em um apartamento. O acidente aconteceu na manhã deste sábado (29), enquanto era feito um serviço de impermeabilização de um sofá.

Uma criança de 11 anos morreu e outras três pessoas ficaram feridas. Com a força da explosão, o menino, que dormia em um dos quartos, foi arremessado do sexto andar. Ele chegou a ser atendido, passou por duas cirurgias, mas não resistiu.

As outras três vítimas são a irmã e o cunhado do garoto, além do rapaz que fazia o serviço de impermeabilização.

 O serviço era realizado por uma empresa especializada no ramo. O trabalho de perícia deve determinar o que exatamente aconteceu. As causas do acidente serão investigadas.

Com a explosão, as paredes cederam e estilhaços de vidro e concreto se espalharam pela região.

Segundo a Prefeitura, a Defesa Civil e funcionários da Administração Regional do Portão prestam apoio às famílias moradoras do prédio.

A explosão aconteceu às 9h40 deste sábado (29), na Rua Dom Pedro I, na esquina com a Rua Marquês do Paraná, no Bairro Água Verde, em Curitiba.

Moradores da região e pessoas que trabalham no entorno compararam o barulho à queda de um avião. 

Repórter Francielly Azevedo