Foto: Cristina Seciuk (arquivo)

prefeitura de Curitiba começou a devolver para praças e demais espaços públicos da cidade diversos bustos e estátuas de cobre que foram retirados das ruas no primeiro semestre para a adoção de medidas antifurto.

A primeira estátua a ser recolocada foi busto de Monsenhor Celso Itiberê da Cunha. Inaugurada na praça Garibaldi em 1943, ela voltou para o lugar na terça-feira (20) com reforço de segurança. Segundo o diretor de Patrimônio da Fundação Cultural de Curitiba, Marcelo Sutil, a peça teve a fixação melhorada e conta – agora – com sistema que permite o rastreamento caso ela seja derrubada e levada por vândalos. O mesmo vai ser feito em outros monumentos da região central, considerados mais visados por serem de tamanho menor e mais leves.

Além disso, todos devem passar por restauro e serão fotografados em 3D para preservar a memória do município.

Os próximos bustos e estátuas a serem devolvidos para as ruas, ainda este ano, são aqueles que desde abril deixaram vazios diversos espaços da Santos Andrade.

São quase quarenta os monumentos que devem passar por esse processo de retirada, restauro, digitalização e reintegração até o final de março de 2019. Dentre as praças cujas peças que passarão pelo trabalho de preservação e reforço de segurança estão ainda Zacarias, Carlos Gomes, Osório, Eufrásio Correia e Alfredo Andersen.

Repórter Cristina Seciuk

Saiba mais: https://cbncuritiba.com/bustos-retirados-de-pracas-para-evitar-furto-voltarao-com-seguranca-reforcada/