Foto: PMC
Terrazza Panorâmico

O prefeito em exercício de Curitiba, Eduardo Pimentel, esteve na Câmara Municipal de Curitiba, na manhã desta quarta-feira (20), para encaminhar um projeto de lei aos vereadores pedindo autorização para contratação de crédito de até R$ 250 milhões com a Caixa Econômica Federal para obras de infraestrutura na cidade.

Segundo a administração municipal, com o valor será feita a implantação de 50 quilômetros de asfalto, a recuperação de 168 quilômetros de asfalto danificado, construção de viaduto e alças na estação Tarumã na Linha Verde, requalificação do Moinho Rebouças e construção da Rua da Cidadania da CIC, além de obras de drenagem e contenção de cheias.

Imbróglio Linha Verde

O valor que será solicitado, em nada tem a ver com as obras da Linha Verde que foram paralisadas em agosto, quando a Prefeitura de Curitiba rompeu o contrato com a empresa responsável pela execução das obras.

O rompimento dos contratos aconteceu após serem aplicadas 144 notificações à construtora por atrasos e inconformidades na execução das obras.

As obras na Linha Verde começaram em 2015, mas a entrega ainda deve demorar a acontecer, isso porque as obras estão paradas, sem uma nova empresa para a retomada do serviço.

A Linha Verde é uma das maiores intervenções urbanas de Curitiba. Por lá, trafegam diariamente cerca de 50 mil veículos.

Segundo a Prefeitura de Curitiba, além de reestruturar as vias em 22 quilômetros, permitindo escala ao transporte coletivo, a obra é uma indutora do desenvolvimento numa área de abrangência de 23 bairros e 4 cidades da Região Metropolitana.

Repórter William Bittar