Foto: Jaelson Lucas / ANPr

Em visita a Cascavel, o governador Beto Richa falou sobre a situação dos presos em carceragens de delegacias do Paraná. Constante motivo de reclamação das associações que representam os policiais civis, as cadeias dos distritos por todo o estado contam hoje com 10 mil presos.

Richa disse que quando assumiu o primeiro mandato como governador, em 2011, participou de uma reunião em Brasília com o então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Nesse encontro, o Paraná foi apresentado como o estado que tinha a pior situação em termos de presos em carceragens de delegacias.

O governador ainda creditou o grande número de detentos em delegacias ao aumento do número de prisões feito pela Polícia no Paraná. Richa ainda afirmou que espera a conclusão das obras em penitenciárias para poder zerar o problema.

Na mesma visita à Cascavel, Beto Richa falou sobre as investigações da Operação Quadro Negro. Na última semana, alguns secretários e assessores do Governo prestaram depoimento à Polícia Federal em Curitiba. Richa disse que, no momento, não tem nenhuma preocupação com o assunto.

Perguntado sobre o futuro político, Beto Richa disse mais uma vez que ainda não definiu se fica até o fim do mandato ou se sai em abril, para ser candidato ao Senado nas eleições deste ano.

As declarações de Richa foram registradas pela reportagem da CBN Cascavel.

Deixe seu comentário