Procuradoria da Mulher revela preocupação com aumento de casos de violência durante a quarentena

Procuradoria da Mulher revela preocupação com aumento de casos de violência durante a quarentena
Foto: Marcello Casal JR

Mesmo durante a quarentena, a Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná continua realizando trabalhos de fiscalização de repartições e órgãos públicos que trabalham com o atendimento e acolhimento de vítimas de violência doméstica. 

A atuação da Procuradoria, mesmo de maneira remota, visa garantir que as mulheres que procuram ajuda tenham os encaminhamentos devidos. 

A procuradora da mulher, deputada Cristina Silvestri, do CDN, diz que agora, em tempos de coronavírus, existe uma preocupação ainda maior, já que os índices apontam um crescimento de registros de violência dentro das casas durante o isolamento social 

Segundo a parlamentar, dados da Polícia Militar já indicaram um aumento de pelo menos 15% dos casos registrados de violência contra mulheres no Paraná. Isto só na primeira semana de isolamento.

Diante disto, a Procuradoria da Mulher encaminhou um documento, assinado por todas as deputadas da Assembleia, ao secretário de segurança, Romulo Marinho, cobrando a intensificação de medidas de proteção do Estado às mulheres durante a quarentena.

Segundo a deputada, a procuradoria tem sido a última esperança de algumas mulheres vítimas de violência durante a pandemia

Mulheres vítimas de violência que procurarem ajuda e não receberem o devido atendimento, podem acionar a Procuradoria da Mulher pelo WhatsApp, no (41) 99229-2311, pelo e-mail procuradoriadamulher@assembleia.pr.leg.br. Também é possível entrar em contato via Instagram e Facebook