Foto: AEN

O Governador Ratinho Junior recebeu nesta terça-feira a Diretoria do Cogemate, o Conselho Gestor da Erva Mate do Vale do Iguaçu.

No encontro, que ocorreu no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o grupo destacou a importância do produto para o Sul do Paraná e pediu o apoio do Governo do Estado em demandas que poderiam fortalecer a cadeia produtiva local.

Criado em 25 de abril deste ano para organizar e desenvolver a cadeia produtiva da erva mate na região, o Cogemate reúne representantes das indústrias, associações dos produtores e da Amsulpar , a Associação dos Municípios Sul Paranaense, além da Secretaria Estadual da Agricultura, Emater, Sebrae e Senac.

No total, o grupo representa mais de 100 mil pessoas ligadas à produção. No encontro, foi destacado que o Vale do Iguaçu é o maior produtor de erva mate sombreada do mundo, que é mais lucrativa, tem um sabor mais suave e, além disso, auxilia na preservação de espécies nativas.

O presidente do Conselho, Naldo Vaz, lembra que a história do Paraná passa pelo ciclo da erva mate, mas é preciso que o poder público contribua para a modernização do setor.

Um dos articulistas do encontro, o deputado estadual Hussein Bakri, do PSD, disse que o fortalecimento da cadeia da erva-mate, por meio de políticas públicas específicas, é um dos caminhos para a geração de empregos e renda no Paraná. Ele lembra que existe uma disputa saudável envolvendo os municípios que se destacam na produção

O Governador declarou apoio à pauta de reivindicações do Conselho, incluindo a possível presença da erva mate na merenda escolar. Ele sugeriu ainda a criação de uma estratégia de marketing para despertar a curiosidade em torno do produto

Também foram debatidos a criação do Arranjo Produtivo Local (APL) e de leis estaduais de manejo sustentável, que amparem o cultivo do produto em meio à mata nativa; uma parceria com a Copel para o plantio embaixo das redes de energia; e o desenvolvimento de pesquisas acadêmicas em torno da erva mate.

Repórter Fábio Buchmann