Foto: Divulgação/IAPAR

Após as recentes notícias sobre o corte de verbas para as universidades federais de todo país, professores pesquisadores e estudantes de agronomia da Universidade Federal do Paraná, utilizaram a realização de um seminário realizado na instituição para discutir o assunto.

O evento já trazia outra preocupação envolvendo a área de pesquisa em agricultura. É que o governo do Estado pretende fundir o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

De acordo com o coordenador do Projeto Agronomia e Sustentabilidade, responsável pela organização do evento professor Luiz Antonio Lucchesi toda mudança é boa desde que traga benefícios. Lucchesi, que também é coordenador do curso de Agronomia, destacou a importância do Iapar enquanto órgão de pesquisa.

Quanto ao corte de verbas para as universidades, Lucchesi acredita que abala sim as universidades, mas é preciso continuar buscando recursos junto a entidades não governamentais para dar continuidade ao trabalho.

Para o formando em agronomia Alan Pereira de Almeida retirar recursos de pesquisa nas universidades, não é a melhor solução para o país.

O ex-presidente da Embrapa do Distrito Federal, Eliseu Roberto de Andrade Alves, falou da importância do Iapar para o desenvolvimento da agricultura no estado do Paraná, que a tornou destaque em todo país.

Ao final do evento acadêmico, professores e pesquisadores assinaram uma carta em que propõem ao governo estadual, ampliar a discussão sobre a fusão das empresas paranaenses. O documento foi entregue para Rafael Funentes, pesquisador do Iapar que esteve representando o governador Ratinho Junior.

Repórter Vanessa Fernandes