Foto: Divulgação/SMCS

O clima de Natal toma conta de Curitiba a partir desta quinta-feira (22). Às 20h30, no Largo da Ordem, estreia o Auto de Natal – Espírito de Amor e Confraternização. É um grande espetáculo de rua gratuito, com uma sequência de cenas natalinas, cheias de efeitos especiais.

Flâmulas e guirlandas coloridas, além de uma estrela de Belém de três metros vão embelezar ainda mais os casarões históricos da região, pano de fundo do espetáculo, que tem duração de 40 minutos.

Na sequência, no palco do Memorial de Curitiba, o público vai acompanhar concertos festivos.

O Auto de Natal – Espírito de Amor e Confraternização marca o início da programação da segunda edição do Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais.

Até 23 de dezembro, serão mais de 70 atrações por toda a cidade, entre autos, corais, exposições de presépios, paradas, concertos e feiras temáticas.

O Papai Noel vai passear todos os dias pelo calçadão da rua XV de Novembro. Tem também a Maria Fumaça, que vai desfilar iluminada pelos trilhos da cidade.

Feiras de Natal

As tradicionais Feiras Especiais de Natal da Prefeitura começam nesta sexta-feira (23), nas praças Osório e Santos Andrade. Os espaços oferecem grande variedade de produtos de decoração e presentes natalinos.

Destaques

Dois eventos vão disputar o status de destaque da programação natalina de Curitiba. Um deles é bem tradicional, são as apresentações do Natal do Palácio Avenida. Elas começam no dia 30 de novembro e seguem até 16 de dezembro, sempre às sextas, sábados e domingos.

O outro faz sua estreia neste ano. A Parada de Natal desfila pela Avenida do Batel no dia 27 de novembro. Apresentação que se repete nas terças-feiras, seguintes, sempre às 21h. Mais de 250 pessoas participam do espetáculo, como explica o diretor artístico, Felipe Guerra.

A presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, espera boa presença de público nos espetáculos.

Pulserinhas coloridas

A prefeitura anunciou que vai identificar as crianças com pulseiras coloridas durante os eventos natalinos da capital. O objetivo é ajudar aqueles que se perderem dos pais durante as apresentações, ação similar à que é feita no Carnaval e na Operação Verão, no litoral do Estado.

Equipes da Fundação de Ação Social (FAS) e das secretarias municipais da Saúde e da Defesa Social vão distribuir as pulseirinhas.

Repórter Lucian Pichetti