arvore-toxica-bisnagueira
Foto: Mauro Halpern/Creative Commons
Terrazza Panorâmico

Interromper o processo de polinização de uma árvore tóxica e bem comum em Curitiba, a bisnagueira. Este é o objetivo de um projeto de lei, que pretende retirar da área urbana de Curitiba a bisnagueira ou tulipeira, uma árvore frondosa com uma bela flor, mas que é tóxica a animais.

O projeto de lei que pretende extinguir as árvores já plantadas na capital e proibir o plantio da espécie, já passou pela análise das comissões temáticas do legislativo municipal, e tem a autoria da vereadora Maria Letícia Fagundes (PV).

A vereadora destaca que as árvores são frondosas e chamam a atenção pelo paisagismo. No entanto Maria Letícia ressalta que a polinização realizada por abelhas ou pássaros pode estender está cadeia tóxica aos próprios animais que realizam a polinização como aos humanos que podem ser afetados.

Iniciativa semelhante foi tomada no estado vizinho de Santa Catarina. Por lá a vereadora observa que foi proibido o plantio, diferente do projeto de sua autoria que prevê a extinção das árvores já plantadas.

De acordo com a vereadora a substituição das árvores bisnagueiras plantadas na cidade, deverá ser realizada pela secretaria municipal do Meio Ambiente e substituídas por outras adequadas ao clima da cidade, e que não sejam tóxicas como a planta em questão.

Ainda segundo Maria Letícia, como o projeto já foi a analisado pelas comissões deve ir a plenário antes do fim deste mês de outubro.

Repórter Vanessa Fernandes