Foto: Daniel Castellano / SMCS
Terrazza Panorâmico

Um novo projeto da Fundação Cultural de Curitiba pretende resgatar feitos de curitibanos sepultados no mais antigo cemitério da cidade, o São Francisco de Paula.

A ideia que gerou a ação é a de que, nos seus 51.440 metros quadrados, o local guarda mais do que os corpos de oitenta mil pessoas. Guarda oitenta mil histórias.

Batizada de Memento Tuum, que em latim significa “lembre-se dos seus”, a iniciativa é da pesquisadora da FCC Clarissa Grassi, que já é responsável por visitas guiadas realizadas no local e que detalham a história de alguns dos mortos mais famosos enterrados ali.

Segundo ela, a intenção principal dessa nova ação é dar visibilidade a trajetórias de menos notoriedade, mas não menos importantes.

Qualquer pessoa que já tenha ido ao Cemitério Municipal São Francisco de Paula sabe que há diversas sepulturas que saltam aos olhos dos visitantes, mas nem por isso as lápides mais simples devem passar despercebidas, diz Clarissa.

É justamente para atrair a atenção a outros jazigos que foram colocadas placas com a biografia dessa gente que poderia, mas não deve ser ignorada.

Sabe aquela história de vida que deixou saudades e orgulho?

Ela pode ser enviada ao projeto pelo email memento@fcc.curitiba.pr.gov.br.

Devem ser fornecidos o nome completo, data de falecimento, localização da sepultura e os principais atos realizados pela pessoa.

Repórter Cristina Seciuk

Deixe uma mensagem