Foto: Pexels
Terrazza Panorâmico

Neste sábado (15) é Dia Mundial de Conscientização da Violência contra pessoa idosa. No Paraná, os números da violência assustam e trazem outro alerta: o estado ainda não tem uma delegacia especializada para atender esse tipo de crime.

Prometida ainda na gestão do então governador Orlando Pessuti, a Delegacia do Idoso ainda não funciona no Paraná. A especializada chegou a ser inaugurada, em dezembro de 2011, para funcionar temporariamente dentro do 3º Distrito Policial no bairro Mercês, até que fosse transferida para uma unidade própria. Mas, passados oito anos, isso ainda não aconteceu.

A ideia do local era funcionar como um centro de atendimento social para assegurar os direitos dos idosos.

A procuradora do Ministério Público do Paraná (MP-PR), Rosana Beraldi Bevervanço, coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos do Idoso, lamenta que a Delegacia do Idoso não tenha saído do papel.

O Disque 100 recebeu 1.586 denúncias de violência contra idosos no Paraná somente no ano passado. O número é 13,2% maior que o registrado no mesmo período do ano anterior, quando aconteceram 1.401 denúncias. Os dados são do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

O Paraná aparece em primeiro lugar no ranking de denúncias de acordo com a população de idosos. São 64,3 denúncias para cada mil idosos. Na sequência ficam o Rio Grande do Norte e São Paulo.

Conforme a procuradora, em mais da metade dos casos o suspeito de cometer a violência contra o idoso é o próprio filho da vítima. A lista, inclusive, inclui demais familiares como netos, genros, noras e sobrinhos. A maior parte dos casos é registrada dentro da casa da própria vítima.

Os tipos de violência mais comuns são os de negligência. Na sequência estão violência psicológica, abuso financeiro e violência física.

Rosana destaca que em algumas situações as violências acontecem simultaneamente.

No Paraná, o Disk Idoso recebe denúncias por meio do telefone 0800 41 0001. A ligação é gratuita.

Por meio de nota, o Governo do Paraná afirmou que a nova gestão vai retomar o projeto da Delegacia do Idoso, mas ainda não tem previsão de quando a Delegacia estará aberta para atendimentos.

Repórter Francielly Azevedo