Foto: Polícia Civil do Paraná / Divulgação
Terrazza Panorâmico

Nos últimos dias, foram incineradas pela Polícia Civil, em três cidades do Paraná, 7,7 toneladas de drogas, quer foram apreendidas no Estado. Órgãos de fiscalização, como o Ministério Público e a Vigilância Sanitária, acompanharam as destruições.

O maior volume de entorpecentes foi incinerado em uma cooperativa de Cafelândia, na região Oeste do Estado, na manhã desta sexta-feira. Tabletes, pacotes, trouxinhas e diversas formas de embalagens de maconha, crack e cocaína foram queimados. As 4,2 toneladas foram apreendidas em ações policiais do primeiro semestre deste ano, na região de Cascavel, que é rota de passagem dos criminosos que utilizam a fronteira com o Paraguai para o tráfico de drogas.

Na quinta-feira, foi destruída 1,5 tonelada de drogas em uma empresa de cal de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. As quantidades de maconha, crack, cocaína, LSD e ecstasy foram apreendidas na Capital e na RMC.

E a terceira inutilização aconteceu nesta sexta-feira, em uma olaria de Santa Terezinha de Itaipu, que também fica na região Oeste do Estado. Foram incineradas duas toneladas de maconha e dezenas de frascos de lança-perfume.

Repórter Marcelo Ricetti