“Quebra crânio” ultrapassou o limite do aceitável, avalia psicólogo do Pequeno Príncipe

“Quebra crânio” ultrapassou o limite do aceitável, avalia psicólogo do Pequeno Príncipe
Foto: Reprodução/Redes Sociais

“Quebra crânio”, “desafio da rasteira”, “roleta humana”. Vídeos têm circulado nas redes sociais mostrando essa “brincadeira” de mau gosto e que pode levar à morte.

Após a propagação dessas imagens, escolas têm feito o movimento contrário, de combate à prática. Sobre esse assunto nós conversamos com Bruno Mader. Ele é psicologo do Hospital Pequeno Príncipe.

Ouça a íntegra da entrevista: