Foto: Divulgação/Alep

Foi aprovada nesta quarta-feira (24), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) a redação final da reforma administrativa do Estado proposta pelo governo.

Para conclusão da aprovação do projeto pelos deputados estaduais, foram realizadas além da sessão ordinária, mais duas sessões extraordinárias. Na primeira sessão, a matéria foi aprovada em segundo turno por 47 votos favoráveis. Já na primeira sessão extraordinária, o projeto teve seu terceiro turno de votações aprovado com 43 votos sim e um não, este do deputado Soldado Fruet. A redação final da matéria foi aprovada em votação simbólica pela maioria dos parlamentares.

A proposta, ao ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) recebeu 20 emendas, uma foi retirada e outra recebeu parecer contrário na própria comissão. A redação final foi aprovada com 18 emendas. 

O presidente do legislativo estadual, deputado Ademar Traiano, justificou o pedido para as duas sessões extraordinárias, destacando a importância dos recursos economizados e a expectativa de que eles sejam revertidos em benefícios a sociedade paranaense.

A reforma administrativa, diminui de 28 para 15 o número de secretarias estaduais, reduz em 313 o número de cargos na administração direta, resultando em uma economia anual de R$10,5 milhões.

Repórter Vanessa Fernandes