Foto: Felipe Rosa/ACP/Arquivo ANPR

Dado da pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística concluiu que a renda do paranaense teve aumento em 2017.

Enquanto a renda do brasileiro caiu, passando de R$ 1.285 em 2016 para R$ 1.271 em 2017 – valor 1,1% menor. O rendimento médio per capita domiciliar mensal do paranaense ficou em R$ 1.476 – superior em 2,2% ao registrado em 2016 (R$ 1.444) no Paraná.

O rendimento per capita domiciliar inclui todas as rendas recebidas, do trabalho, da previdência e de aplicações e investimentos. A variação apurada pelo instituto é real, já descontada a inflação no período.

De acordo Julio Suzuki, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), o fato de a economia estadual ter crescido mais do que a do Brasil no ano passado fez diferença no bolso da população.

Em 2017, o Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná teve avanço de 2,5%, contra 1% da economia brasileira. O Paraná também aumentou a diferença de renda com o restante do País. Em média, o paranaense ganhava 16,1% mais do que a média do País em 2017. No ano anterior, essa diferença era menor, de 12,4%.

Repórter Vanessa Fernandes

Deixe seu comentário