Foto: Daniel Castellano / SMCS
Terrazza Panorâmico

O grande número de pessoas que passam diariamente no Centro Cívico, em Curitiba, gera preocupação dos moradores com relação ao Rio Belém. Nas proximidades da Avenida Cândido de Abreu ele fica visível à população e sofre com o lixo jogado.

De pequenos plásticos que são arremessados ou jogados às margens do rio a bicicletas que foram jogadas como forma de vandalizar o Centro Cívico preocupa quem vive por lá.

A jornalista Valéria Prochmann é presidente do Conselho Comunitário de Segurança do Centro Cívico. Ela ressalta que os problemas são muitos, mas, na maioria das vezes, são culpa do descuido das pessoas.

Valéria lembra ainda de quando o rio transbordou com a chuva, avançando sobre calçadas e ruas do Centro Cívico. Ela ressalta que qualquer tipo de lixo jogado no rio, pode ser um grande problema no futuro.

O trabalho de conscientização não é fácil, mas é fundamental. Enquanto o poder público faz a parte dele, nós precisamos fazer a nossa. Ligar corretamente a rede de esgoto e saber destinar os resíduos sólidos para locais adequados são nossa responsabilidade como cidadãos.

Repórter William Bittar