Foto: PRF

Somente no ano passado, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 232 acidentes envolvendo ciclistas nas rodovias federais que cortam o Paraná. As colisões resultaram em 183 pessoas feridas e outras 30 mortas.

Curitiba teve 28 acidentes com ciclistas em rodovias federais: foram dois na BR-376, três na BR-116, seis na BR-277 e 17 na BR-476, no trecho da Linha Verde.

Nos municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) foram 56 acidentes: 20 na BR-277, 17 na BR-116, 10 na BR-476 e nove na BR-376.

Já no litoral foram 31: 30 na BR-277 e um na BR-376.

Os números criam um alerta, segundo o policial rodoviário federal Maciel Junior.

A Polícia Rodoviária Federal não recomenda o trânsito de ciclistas nas rodovias, mas muitos atletas que utilizam as estradas para treinar discordam. Marcia Carolina Silva criou a página “Lugar de Ciclista é na estrada sim”, justamente para protestar contra motoristas tidos por eles como imprudentes. Ela utiliza a rodovia para treinar de três a quatro vezes por semana.

Marcia conta que os maiores sustos que ela já passou foram nas rampas de acesso das rodovias. Segundo ela, os motoristas não reduzem ao saírem ou entrarem nas BRs.

O caso mais recente foi um atropelamento coletivo de ciclistas. Um motorista, sem carteira de habilitação, acertou um grupo de seis pessoas na BR-277, em São José dos Pinhais, no início do mês. O homem fugiu sem prestar socorro. Quatro ciclistas foram encaminhados ao hospital.

Marcia relata que apesar dos cuidados, situações como essa são comuns.

O policial rodoviário federal, Maciel Junior, orienta que o ciclista permaneça o mais a direita possível, já que o acostamento não foi feito para o trânsito de bicicletas.

Visando diminuir o número de atropelamentos na BR 116, entre Paraná e Santa Catarina, a concessionária Arteris Planalto Sul utiliza desde julho um spray refletivo em ciclistas e pedestres que transitarem pela rodovia.

O spray é invisível a luz do dia, mas a noite brilha e reflete com os faróis dos carros, assim como as placas de sinalização viária.

Esse apenas um dos cuidados indicados pela PRF.

Em caso de emergências e acidentes, a orientação é ligar para o telefone 191 da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Repórter Francielly Azevedo