Saúde alerta para imunização contra outros vírus durante pandemia

Saúde alerta para imunização contra outros vírus durante pandemia

Nesta sexta-feira (11) a capital chegou a 37.420 casos confirmados de Covid-19 e 1.109 mortes pela doença. A taxa de letalidade em Curitiba é de 3%. Os números foram apresentados pela secretária municipal Marcia Huçulak e pela médica infectologista Marion Burger.

No painel com o número total de 37.420 casos, 1.109 mortes e 4.348 casos ativos, a secretária destacou que especialmente os casos ativos são um parâmetro de acompanhamento da pandemia na capital.

O terceiro painel apresentado no balanço semanal mostra a curva em relação ao número de casos confirmados. No informe é possível observar dois picos de subida dos números de casos, o primeiro em julho e o segundo no fim de agosto o que segundo Huçulak motivou o retorno para a bandeira laranja.

Outro dado que teve um ligeiro aumento foi a taxa de reprodução da doença na cidade. A secretária e a médica Marion Burger disseram que os números que apontam 0,99% podem não corresponder com a realidade por uma defasagem temporal entre a realização e a divulgação do resultado do teste.

No painel que demonstra a divisão dos 37.420 casos entre os distritos sanitários de Curitiba, o do Boa Vista é o que apresenta o maior número de casos com 4.196, na sequencia vem o distrito CIC com 3.714, e o Boqueirão que soma 3.629. No caso do Boa Vista apesar do alto número de casos a incidência por 100 mil habitantes é de 1.467,5 menor que a média da cidade que é de 1.935,7.

O número de casos que necessitaram de internamento entre os confirmados é de 12,4%. 46% dos homens necessitaram de internamento e 54% de mulheres.

Das 1.109 mortes por complicações da Covid-19, 96% dos pacientes tinha ao menos um fator de risco para a doença e 78% tinha mais de 60 anos.

A secretária Marcia Huçulak alertou para outra preocupação já que segundo afirmou, o pico da doença passou. O risco é que com o retorno das atividades e a diminuição dos casos de coronavírus outros vírus deverão aparecer na cidade.  

Nesta sexta-feira (11), a taxa de ocupação dos 334 leitos de UTI SUS exclusivos para Covid-19 é de 87%. Foram realocados para o atendimento geral 21 leitos que haviam sido destinados ao atendimento da Covid-19.

Ao finalizar a apresentação do balanço, a médica Marion Burger lembrou que enquanto população espera por uma vacina que traga a cura para a Covid-19 há uma série de outras vacinas disponíveis e que devem ser buscadas pela população para imunização de doenças que já são preveníeis.

De acordo com a Secretaria de Saúde, Curitiba permanece na bandeira laranja.

Repórter Vanessa Fernandes