Foto: Reprodução Google Street View
Terrazza Panorâmico
Foto: Reprodução Google Street View
Foto: Reprodução Google Street View

Ao longo do ano, várias reportagens da CBN Curitiba denunciaram a rotina de medo de quem trabalha, mora ou transita pelo centro da cidade. Os relatos vindos de regiões como Largo da Ordem, São Francisco, ou do Centro de Curitiba são parecidos: falta de segurança e tráfico de drogas em plena luz do dia.

Na semana passada, a gravidade do problema foi ainda mais exposta quando o dono de um restaurante da Rua São Francisco foi ameaçado de morte por traficantes que atuam na região. As ameaças começaram depois que o empresário forneceu informações à polícia durante uma operação de combate ao tráfico.

Na sexta feira (9) passada o empresário disse que a situação ficou insustentável e que o restaurante não iria mais reabrir. Por segurança ele iria deixar a capital.

Nesta segunda feira, o secretário de segurança pública Wagner Mesquita, participou de uma cerimônia de entrega de novos equipamentos as polícias do Paraná. Foram adquiridos itens como coletes balísticos, armas, munições, e viaturas.

No evento, a reportagem da CBN questionou o secretário de segurança sobre o drama da Rua São Francisco.

Como apurou a reportagem da CBN, as ameaças registradas na semana passada tiveram participação tanto de suspeitos de tráfico nas ruas da região central, quanto integrantes de organizações criminosas já presos.

O secretário não soube citar o que, de fato, vai ser feito para melhorar a segurança pública na região central, principalmente na Rua São Francisco. De acordo com ele, o problema exige mudanças na própria legislação.

O secretário orientou ainda que, por segurança, qualquer tipo de informação sobre crimes seja repassado pelo Disque Denúncia ou ao serviço de inteligência da polícia.

O número do disque denúncia é o 181.

Repórter Ana Krüger

Deixe uma mensagem